Introdução

A Applied Behavior Analysis é a ciência que tem como objeto de estudo o comportamento humano de relevo social. A procura de compreensão do comportamento visa a identificação de formas de intervenção que o melhorem no sentido de enriquecer o desempenho social dos indivíduos em particular, melhorando a sua qualidade de vida, e da sociedade em geral.

Na visão de Baer, Wolf e Risley (1968), unanimemente defendida pela comunidade científica internaciona, a Applied Behavior Analysis operacionaliza-se através de sete características absolutamente fundamentais, devendo, assim, ser: aplicada, analítica, comportamental, tecnológica, efectiva, conceptualmente sistemática e capaz de promover resultados generalizáveis.

Aplicada, no sentido de incidir em comportamentos que afetem e melhorem a vida quotidiana das pessoas; analítica por poder demonstrar uma relação direta entre a manipulação desenvolvida e a ocorrência de alteração do comportamento alvo; comportamental na medida em que o comportamento alvo da intervenção deve ser criteriosamente escolhido com base nas necessidades do indivíduo e quantificável; tecnológica dado que é suposto que todos os procedimentos sejam objetivamente clarificados ao ponto de poderem ser replicados por terceiros; efectiva porque os objetivos alcançados devem ser clínica e socialmente relevantes; conceptualmente sistemática uma vez que os procedimentos utilizados bem como as interpretações realizadas devem ser coerentes com os princípios científicos de que derivam; por último, capaz de promover resultados generalizáveis atendendo a que a modificação comportamental deve ter efeitos duradouros e ocorrer noutros contextos diferentes daquele em que a intervenção ocorreu.